o que é, benefícios e como desenvolvê-lo

Foto do autor
Written By Livia Andrade

Lorem ipsum dolor sit amet consectetur pulvinar ligula augue quis venenatis. 

[ad_1]

iStock

Desenvolver a inteligência emocional é essencial para lidar com situações rotineiras, desde a comunicação com os amigos até a comunicação com os colegas. Idealmente, seria fazer isso desde a infância, mas você pode trabalhar como adulto para melhorar sua saúde mental. Leia mais sobre esse assunto explicado pela psicóloga Aline Christina (CRP/SP 06/110084):

O que é inteligência emocional

Segundo Alina, “Inteligência emocional é a capacidade de reconhecer, compreender e lidar com as emoções – tanto as nossas como as dos outros. Aliado a isso, também tem a ver com o comportamento e a atitude adotada para lidar com as situações que surgem.”

“É importante saber reconhecer seus próprios sentimentos, respeitar seus limites, reconhecer e identificar as emoções das pessoas com quem você convive. Ajuda a gerir o tempo, a capacidade de decisão e a capacidade de comunicação.” – acrescentou o psicólogo.

7 benefícios da inteligência emocional que justificam seu desenvolvimento

iStock

Aline citou sete benefícios de trabalhar a inteligência emocional. Confira-os agora:

  • Melhorar as relações interpessoais (não só no trabalho, mas também em outras esferas sociais);
  • Ter equilíbrio emocional diante de novas situações ou situações que causem algum desconforto;
  • Reduzir a ansiedade e o estresse (especialmente no trabalho);
  • Clareza na construção de metas e objetivos;
  • Propósito e determinação no alcance de metas e objetivos;
  • Melhor gestão do tempo;
  • Respeite a si mesmo e aos outros.

Já imaginou que a inteligência emocional pode te ajudar dessa forma? Continue lendo para descobrir quais são os fundamentos e o que você pode fazer para desenvolvê-los.

Os pilares da inteligência emocional que você precisa conhecer

A psicóloga comentou brevemente sobre os cinco pilares da inteligência emocional. Confira abaixo o que significa cada um deles:

Reconheça suas próprias emoções

iStock

Segundo Alina, “é importante que todos possam reconhecer suas emoções. Saber defini-los e nomeá-los e a situação em que ocorrem.”

controlar emoções

“A capacidade de controlar suas emoções, buscar o equilíbrio para agir de forma mais adequada em cada situação” é um dos pilares da inteligência emocional, explica a psicóloga.

Auto-motivação

iStock

Aline observou que a automotivação inclui “procurar como você se sente diante dos estímulos (externos e internos), analisando como isso o afeta para que você consiga atingir seu objetivo”.

Simpatia

“A capacidade de se colocar no lugar de outra pessoa, reconhecendo as emoções das pessoas com quem você se comunica, bem como seu comportamento” é essencial para o desenvolvimento da inteligência emocional – comentou o psicólogo.

Saber se relacionar

iStock

A psicóloga observou que este pilar “refere-se à capacidade de viver em grupo, interagindo com as emoções dos outros”.

Depois de conhecer os cinco pilares da inteligência emocional, você estará pronto para começar a aplicá-la no seu dia a dia. Continue lendo para descobrir como desenvolvê-lo.

Inteligência emocional no trabalho

A psicóloga observou que na maioria dos casos o ambiente de trabalho é estressante, por isso é importante manter o equilíbrio emocional. “Para um líder, a inteligência emocional é importante porque o ajuda a liderar uma equipe ou empresa de forma mais eficaz, principalmente em situações de conflito. Com essa habilidade, você poderá avaliar fatos, buscar soluções e manter sua equipe segura.” Suplementado.

Ela também mencionou que essa habilidade pode ser trabalhada mesmo que você não esteja em uma posição de liderança. “Quando os trabalhadores têm inteligência emocional, o ambiente fica mais agradável. Os problemas podem ser discutidos de forma saudável, em prol de um resultado positivo.” finalizado.

Como desenvolver a inteligência emocional

iStock

A inteligência emocional é essencial para tornar a vida cada vez mais fácil com outras pessoas. Assim, Alina trouxe dicas para o trabalho diário com ele:

  • Anote suas emoções: “Anote todas as emoções e momentos em que ocorrem. Isso o ajudará a identificar, reconhecer e nomear o que está sentindo.” Ele citou Alina.
  • Respeite seu tempo: a psicóloga lembra que “este é um processo de autoconhecimento e autorreflexão, e algumas pessoas acham mais difícil do que outras reconhecer suas próprias emoções, então respeite seu tempo e não se esconda atrás de tanto”.
  • Lembre-se, toda emoção é válida: segundo Alina, “nem menos nem mais sentimento importante. Tudo deve ser levado em consideração.”
  • Relaxe um pouco: “Pratique atividades relaxantes para desacelerar e poder realizar atividades com maior consciência e foco.” explicou a psicóloga.
  • Ouça e assista mais: Aline comentou que “é preciso trabalhar a capacidade de ouvir e observar, de entender as emoções das pessoas ao redor”.
  • Reflexão e autoconhecimento: “A melhor forma de definir emoções é se permitir refletir e se conhecer melhor. Procure atividades que foquem em você e em como você está se sentindo no momento, como a meditação.” – comentou Aline.
  • Converse e compartilhe suas emoções: a psicóloga ressalta que “além de entender como você está se sentindo, você deve estar disposto a conversar e compartilhar seus sentimentos com as pessoas com quem você convive. Fale sobre isso para entender também como a outra pessoa se sente em determinada situação.”

Você já percebeu o quanto a inteligência emocional é importante em todos os seus relacionamentos? Da convivência com a família e amigos ao trabalho. Agora confira também nosso artigo sobre controle emocional.

Esse conteúdo foi útil para você?

SimNão



[ad_2]

Source link

Deixe um comentário